Saiba como identificar e tratar a dor nos rins

Conhecer os sintomas é fundamental para diferenciar a dor nos rins da dor nas costas.

Muitas vezes, a dor nos rins é confundida com dor nas costas. Além de prejudicar o diagnóstico precoce, essa confusão pode aumentar o risco de complicações. Saber como diferenciar a dor renal pode fazer a diferença no momento de entender os sintomas, garantindo um tratamento adequado.

Entendendo a função dos rins

Antes de saber as causas da dor nos rins, é importante entender a sua função: o rim é responsável pela eliminação de resíduos tóxicos do sangue, funcionando como um filtro para a uréia e o ácido úrico. De uma forma geral, pode-se dizer que os rins filtram, limpam e depuram o sangue.

Além disso, os rins controlam o volume dos líquidos no organismo. Assim, o excesso de água no corpo é eliminado pela urina, dando origem ao chamado efeito diurético. Ao adequar os sais do corpo, o órgão exerce uma influência importante sobre a pressão arterial.

Várias doenças podem provocar dor nos rins

Muitas disfunções do organismo, em especial do sistema urinário, podem dar origem à dor nos rins. Por esse motivo, o diagnóstico tende a ser trabalhoso, exigindo exames específicos.

Geralmente, no entanto, a dor renal tende a ser causada a pela redução do aporte de sangue nos rins, por inflamações e infecções ou por distensão da pelve renal. Entre as doenças, pode-se apontar:

  • Cálculo renal
  • Infecção dos rins (pielonefrite)
  • Doença policística renal
  • Trombose da veia renal
  • Isquemia renal
  • Hidronefrose (obstrução da passagem de urina, resultando em dilatação dos rins)
  • Trauma nos rins
  • Câncer renal

A grande maioria dos casos, no entanto, envolve apenas as três primeiras doenças.

Infecções e inflamações nos rins estão entre as causas do desconforto na região. Foto: Shutterstock

Dor nos rins ou dor nas costas?

Embora, em geral, o médico consiga identificar sem grandes dificuldades se a dor tem origem renal ou lombar, muitos pacientes confundem os sintomas. A proximidade dos rins com as costas favorece o erro de interpretação.

Para descobrir se a dor é músculo-esquelética, é preciso identificar a característica mecânica do sintoma: quando a dor piora ou é agravada com o movimento, a origem é muscular. Irradiação da dor para as pernas e rigidez na coluna também são características de dores na lombar, ao contrário da dor nos rins.

Outro fator importante a considerar diz respeito ao fato de as dores musculares não serem acompanhadas por outros sintomas, como febre, vômitos, sangue na urina e perda de apetite.

Se você está sentindo algum desconforto na região e não consegue precisar se é uma dor muscular passageira ou uma dor renal, não hesite em procurar o médico, de preferência um urologista.

Investigar o problema com o auxílio de profissionais especializados e exames laboratoriais é fundamental para o diagnóstico de uma possível doença. Fique atento: postergar a consulta pode agravar o quadro clínico e aumentar o risco de complicações, dificultando o tratamento.

Gostou das nossas dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Aroma de Cachos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *