Causas e tratamento de espinha interna

A espinha interna é uma condição dermatológica que é formada a partir de uma produção de sebo em excesso da nossa pele, formando uma espécie de lesão interna, inflamada e muito dolorida, que comumente aparece no rosto, nas costas e pescoço.

Causas da formação dessas espinhas

Esse tipo de espinha pode ser desencadeada por diversos fatores e acomete pessoas de todas as idades, todos os sexos e com todos os tipos de pele, seca, oleosa e mista. Alguns fatores podem ajudar a desencadear a formação desse tipo de espinha, como:

  • Acúmulo de bactérias na pele
  • Excesso de sujeira na pele
  • Oleosidade em excesso
  • Alterações hormonais
  • Má alimentação
  • Pré-disposição genética para desenvolver inflamações.

A idade também contribui bastante para a formação dessas espinhas, de um modo geral, adolescentes possuem mais predisposição a desenvolver essa condição do que adultos. Essa fase da vida combina vários dos fatores que citamos acima como alterações hormonais e má alimentação.

Além disso, pessoas que não tem uma rotina de cuidados com a pele também tem mais chances de desenvolver uma espinha internamente. Por isso, é muito importante limpar a pele e cuidar dela com produtos adequados e com cuidado.

Um hábito muito comum das mulheres também pode colaborar para desenvolver esse tipo de espinha: dormir de maquiagem. Seja por um pouco de preguiça ou por desinformação este é um hábito que precisa mudar, quando você dorme de maquiagem a obstrução nos poros da pele impede que a oleosidade natural da pele saia.

Seja para se maquiar, remover a maquiagem ou tratar a pele, escolha sempre os produtos certos para o seu tipo, por exemplo, se você tem a pele oleosa, deve evitar o uso de produtos à base de óleo para lavá-la e hidratá-la. Pois assim, você vai sobrecarregar ainda mais com óleo ajudando a formar espinhas internas, e até mesmo as externas.

Se as espinhas internas forem recorrentes e doloridas você deve procurar um médico pois pode ser uma doença chamada hidradenite.

Como tratar as espinhas internas

Se você tiver com uma espinha interna, o ideal é não ignorar ou esperar que ela se cure sozinha, você deve procurar um profissional capacitado. Seja você adulto ou adolescente, busque a ajuda de um profissional que vai te ajudar a tratar e também a prevenir novas ocorrências.

Em algumas situações o tratamento com o dermatologista inclui produtos a serem aplicados no local e/ou uso de medicamentos. Mas, o importante é tratar, pois em casos mais graves as espinhas internas podem se tornar outros problemas clínicos.

Pensando mais na prevenção, principalmente se você já teve alguma espinha desse tipo antes, evite consumir com muita frequência alimentos gordurosos como frituras, castanhas e carnes com muita gordura.

Ainda sobre prevenção, crie uma rotina de cuidados para a pele, periodicamente faça uma esfoliação no seu rosto, faça diariamente uma limpeza profunda da pele e a mantenha sempre hidratada.  Ter essa rotina de cuidados com a pele do rosto vai não só prevenir o aparecimento das espinhas (incluindo as externas), mas também o aparecimento de manchas e rugas, sua pele se manterá com um aspecto mais jovem e saudável.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *